Volvo, Marcopolo e Caio exportarão mais de 500 ônibus para o Chile

Volvo, Marcopolo e Caio exportarão mais de 500 ônibus para o Chile

A sueca fica responsável pelos chassis, enquanto as brasileiras pelas carrocerias de 564 unidades que servirão na capital chilena
Ônibus Volvo B8R

Por Diário Motor

A Volvo será uma das fornecedoras de chassis de ônibus para uma das mais importantes licitações de transporte urbano da América Latina, em Santiago, no Chile. Ao todo, são 564 unidades, sendo 472 de modelos convencionais e outras 92 de articulados, o que corresponde a 87% da nova frota Euro 6 licitada da cidade. 

A fabricação dos chassis será compartilhada pelas plantas da Volvo no Brasil, em Curitiba (PR), e na Suécia. Já as carrocerias ficaram divididas por operadoras, os da RedBus serão encarroçados pela gaúcha Marcopolo, e as da Metropol pela paulista Caio. 

“Temos longa experiência em Santiago, com participação desde o início do sistema da cidade. Há anos os ônibus Volvo contribuem para melhorar a mobilidade urbana na capital chilena, oferecendo conforto e segurança aos passageiros”, aponta Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America. 

As 92 unidades articuladas são do modelo Volvo B8R articulado, iguais às 200 unidades entregues pela marca para Santiago em 2021. É um chassi com entrada baixa, capacidade para 180 passageiros e motor traseiro de 8 litros. Os demais, também são do modelo B8R com entrada baixa, mas na configuração convencional para 78 ou 95 passageiros. 

“São veículos de última geração, com alta tecnologia embarcada, com sistema de freios eletrônicos a disco, suspensão eletrônica, sistema de gerenciamento de frotas Volvo Bus Connect, serviço conectado de gerenciamento de regiões de segurança, dentre outros recursos”, afirma José Antonio Margalet, diretor comercial de ônibus da Volvo Chile.

AdvertisementAdvertisement