Rodas & Motores

  1. FIAT E O 147 A ÁLCOOL
  2. Mustang com 808 cavalos desenvolvido por Brown Lee Ford
  3. Peugeot inaugura nova concessionária em Goiânia
  4. TESTAMOS A NISSAN FRONTIER ATTACK
  5. NOVA FIAT STRADA CHEGA EM MARÇO 2020
  6. RENAULT APRESENTA NOVA FAMÍLIA SANDERO E LOGAN
  7. FIAT TORO 2020, POUCAS MUDANÇAS NO VISUAL E NOVAS VERSÕES DE ENTRADA
  8. FORD DEU UM TRATO NA PICAPE RANGER 2020
  9. BRASILEIRO DE KART COMEÇOU COM 200 PILOTOS NA PISTA
  10. SEAT VAI PRODUZIR NOVA CAIXA DE CAMBIO
  11. NOVA YAMAHA TRACER 900 GT
  12. MOTORINO INAUGURA REVENDA DE LAMBRETAS EXCLUSIVAS EM GOIÂNIA
  13. NOVA CARA DO RENAULT SANDERO 2020
  14. NOVAS VERSÕES DO BMW SÉRIE 8 ENTRAM EM PRODUÇÃO NA ALEMANHA
  15. COM APENAS 7 ANOS, THEO SALOMÃO VENCE OPEN DE KART NA CATEGORIA MIRIM
  16. CHEVROLET OPALA 250SS O DERIVADO DO OPEL ALEMÃO
  17. PORSCHE 356 É HOJE UM ARGUMENTO ABSOLUTO DE PRESTIGIO
  18. Brasileiro de Kart: Mais de 400 pilotos já estão confirmados
  19. FORD RANGER 2020, MAIS TECNOLÓGICA E MESMO PREÇO
  20. FIAT APRESENTA DETALHES DO CONCEITO ITALIANO S-DESIGN QUE CHEGA AO BRASIL NO NOVO FIAT TORO 2020
  21. 8ª etapa do Mundial de Fórmula E
  22. Rodas&Motores/Podcast 25_04_2019
  23. Chevrolet Impala: um pouco de cultura automobilistica
  24. Novo Ford Edge ST custará R$ 299.000
  25. Fiat Argo Trekking, versão aventureira por R$ 58.990
  26. Fiat Strada Working; fenômeno automotivo
  27. Renault Sandero GT line por R$ 49.190
  28. Plymouth Barracuda; apelidado de Pony Cars
  29. Organizadores GP do Mexico de Fórmula 1 terão de arcar sozinhos com o custo da corrida
  30. A Volkswagen antecipa o lançamento do suv T –Cross
  31. A Alfa Romeo surpreendeu com Kimmi Raikonen
  32. Ford fecha uma fábrica de 100 anos
  33. Abertura do Campeonato Goiano de kart 2019
  34. Podcasts Rodas&Motores_19-02-2019
  35. Toyota Rav 4 é o suv mais vendido do mundo
  36. McLaren modelo 600LT, um superesportivo com motor V8 biturbo de 600 cavalos
  37. Concorrência para construção do novo Autódromo no Rio adiada
  38. Lucas Di Grassi venceu por milésimos de segundo
  39. Caoa Chery Tiggo 7: um SUV bom de briga
  40. Equipe Mercedes de Fórmula 1 com visual agressivo
  41. Teste drive do novo Jetta nas ruas de Goiânia
  42. Segmento Premium somou 50 mil unidades em 2018
  43. Boas expectativas com os motores Honda no chassis Red Bull F1
  44. Fenabrave envolvida em conter aumento de ICMS sobre veículos
  45. Saber dirigir sem vícios
  46. No caminho errado com a Liberty Media
  47. A Yamaha do Brasil  apresentou em São Paulo  seus pilotos e equipes para a temporada 2019
  48. Yamaha Crosser XTZ 150 com freios ABS
  49. Maverick Viñales, o piloto mais rápido no segundo dia de testes oficiais de Motogp
  50. Novo patrocinador da equipe Ferrari de Fórmula 1
  51. Não vai faltar dinheiro para financiar veículos em 2019
  52. Vitória da General Motors no acordo com Sindicato dos Metalúrgicos
  53. Ducati na frente em Sepang
  54. Ford Ecosport Titanium sem estepe e com pneus run flat.
  55. Prefeitura de São Paulo abre licitação para as linhas de ônibus
  56. Bmw, Ducati e Harley fora do Salão duas Rodas 2019
  57. Marc Marquez voando baixo no primeiro dia de testes do MotoGp
  58. Fiat Strada; encerrando um ciclo de sucesso
  59. Os desafios do Inovar Auto
  60. 300 mil veículos produzidos na Nissan em Resende
  61. Competições de carros elétricos
  62. Primeiros testes das Equipes de Formula 1
  63. Visual azul das novas motocicletas Yamaha do MotoGp
  64. Nome AlfaRomeo custou 6 milhões a equipe Sauber
  65. 11 anos da Lei Seca no Brasil
  66. Caoa Chery apresenta o Tiggo 7 em São Paulo
  67. Os efeitos da crise de veículos no Brasil
  68. Erros da General Motors do Brasil
  69. 60 mil unidades emplacadas do Fiat Argo
  70. Testes oficiais do mundial de Motovelocidade começam hoje
  71. Vendas de automóveis em janeiro
  72. Fred Kyrillos venceu o duelo de Motos em Atibaia
  73. Caio Collet na academia Renault Sport
  74. BMW X5 custará no Brasil R$ 449.950
  75. Mercedes-Benz apresenta nova versão do Classe A
  76. McLaren 600LT Spider: o novo Longtail conversível
  77. BMW do Brasil informa clientes sobre recall do BMW M4 Coupé, M4 GTS e M3 Sedan
  78. Vitória de Augusto Farfus na classe GT Le Mans
  79. veja galeria de
  80. teste
  81. Vendas de veículos em novembro
  82. Goiano João Rosate encerra temporada entre os melhores na Stock Light
  83. Muitas festas e mais mortes nas rodovias
  84. Lei para transportar crianças nos veículos
  85. Os pilotos Marc Marquez e Jorge Lorenzo estão quietos e recuperando de cirurgia
  86. Equipes testam no circuito de Yas Marina novos compostos de pneus
  87. Mercado de Scooters em alta
  88. Equipe Cimed anuncia mudanças para temporada 2019
  89. 60 milhões de dólares na edição Dacar 2019
  90. Calendário 2019 da Fórmula 1
  91. Novo compartilhamento do Registro de Veículos
  92. Aposta da Renault na F1 em 2019
  93. Mercado: o Natal está chegando
  94. Museu Ferrari Maranello
  95. Ford Belina 1973
  96. Mercedes 300SL
  97. Opalas 250S
  98. Custo das baterias
  99. Porsche 356
  100. Podcast 002
  101. Podcats 001
  102. Renault na 4ª posição no ranking de vendas
  103. Test drive Toyota Yaris 2019 – Rodas & Motores
  104. Salão do Automóvel de São Paulo 2018
  105. Lamborghini Urus ST-X
  106. Teste 004
Os produtos Nissan chegaram ao Brasil muito antes da marca,
caminhões foram os primeiros ainda na década de 50. A Nissan
só entrou no Brasil na Alliance com a Renault, em 2001, e sócia
do complexo produtivo Aryton Senna em São José dos Pinhais,
no Paraná. De lá saíram também, em 2003, as primeiras Fontier
cabine simples e os suvs X-Terra, num movimento ainda muito
rudimentar. Nissan, de verdade, só pintou com a inauguração
da fábrica de Resende, no Estado do Rio de Janeiro, já em 2011.
Resumindo, Frontier produto, e Nissan, marca, no Brasil, só
foram levados inteiramente a sério nos últimos 8 anos. E a
picape Frontier submetida a altos e baixos mercadologicos,
promocionais e industriais, ela era importada do Mexico,
chegava em cotas que, muitas vezes, não satisfaziam sequer os
pedidos locais.
Esse stop and go prejudicou em parte a imagem de produto, era
mecanicamente confiável, de boa e tradicional marca japonesa
mas mal assistido pela rede, peças e componentes nem sempre
disponíveis. A normalidade só foi estabelecida depois que a
Nissan iniciou a produção na fábrica de Cordoba, na Argentina,
em julho do ano passado. E, de cara, enfrentando a pior
recessão econômica do pais portenho, no qual as vendas de
veículos despencaram para a metade.
Trocando em miúdos, a Frontier só encarou barras pesadas no
Brasil, e a situação dela no mercado revela tudo isso: é a ultima
classificada em vendas entre as picapes medias, perde para
todas, Hilux, S10, Ranger, Amarok e L200, com vendas, em
2019, de 3.800 unidades, a Hilux, vendeu, por mês, aquilo que a
Frontier vendeu no semestre inteiro.

Attack 2019 é a iniciativa para reagir criando um modelo
visualmente atraente, com a integridade dos recursos
mecânicos mas contido nos equipamentos para poder conter
também o preço. No caso, a Frontier Attack 2019 chega por R$
155.590 reais, 18 mil reais mais cara do que a S pelada e
destinada a frotistas mas muito distante dos 194.790 reais do
modelo top de linha, 19 mil menos do que a versão
intermediaria. Lembrando que a mecânica é a mesma, muda,
claro, o nível dos equipamentos.
Perde, por exemplo, os seis airbags, o teto solar e a visão 360°,
conjunto de quatro câmeras que olham o entorno do carro, o
cruise control e a chave presencial. Mas mantem os controles
de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas e o
controle de descida, assim como a nova central multimídia com
espelhamento de celular e o ar condicionado com saída
também para o banco traseiro, que ganha também o terceiro
cinto de segurança de três pontos e uma nova, e conveniente,
extensao dos assentos em 12 centimetros, para melhorar o
conforto para as pernas.
Mantem integrais os atributos mecânicos, já a partir do motor,
a diesel, 2.3 biturbo, 190 cv e 45,9 quilos-força de torque,
aptidão off road com ângulos de ataque e saída de 31,6 e 27,2
graus, respectivamente, tração 4 por 4 e cambio automático de
sete marchas. Os freios a tambor ganharam cilindros maiores e
a suspensão é, de fato, multilink, apesar de manter o eixo
rígido que limita o beneficio do sistema em conforto e
estabilidade. A Frontier Attack é uma tentativa de salvar a
lavoura agora que produto não falta.