Organizadores GP do Mexico de Fórmula 1 terão de arcar sozinhos com o custo da corrida

O novo presidente do Mexico, Andrés Manuel Lopez Obrador, que tomou posse em dezembro, vai aplicar dinheiro do fundo nacional de turismo para a construção de um projeto de campanha, o Trem Maia, de conteúdo turístico e cultural, deixando na mão os organizadores do Grande Prêmio do Mexico de Fórmula 1 que terão de arcar sozinhos com o custo da corrida. A reunião entre as duas partes está marcada para o dia 28 deste mês e dela deverá sair a decisão de se o Mexico vai renovar o contrato com a categoria pelos próximos 5 anos. Enquanto isso, a Federaçao Imternacional de Automobilismo abre concurso para que fabricantes de caixas de cambio se apresentem para fornecimento único e exclusivo a todas as equipes da Fórmula 1, 4 por temporada, para reduzir custos e nivelar as condições técnicas a partir de 2021 até 2024. 

Anuncie aqui
bannerads_neder