O CUPIDO ATACOU O SHOWROOM

O CUPIDO ATACOU O SHOWROOM

Tudo começou quando ela, jovem, com 32 anos, muito bem sucedida na carreira, entrou no showroom da concessionária para escolher um carro novo. O papai, claro, ajudaria com 50%, apenas porque a adorava, como acontece com os pais, e queria o melhor para ela.

Essa é uma história verdadeira, que tem como personagens dois jovens amigos que tiveram uma paixão avassaladora, no showroom de uma concessionária. Qual dos dois carros teria sido o cupido: o pequenino vermelho dela, ou o sedã revisado dele.

Tudo começou quando ela, jovem, com 32 anos, muito bem sucedida na carreira, entrou no showroom da concessionária para escolher um carro novo. O papai, claro, ajudaria com 50%, apenas porque a adorava, como acontece com os pais, e queria o melhor para ela.

Já tinha uma ideia em mente. Nada daquelas SUV, abrutalhadas, grandonas, que tanta “segurança” dão às mulheres. Tinha em mente um modelo. Aquele carro pequenino, que cabia em qualquer vaga e não chamava muito a atenção. Uma gracinha de carro, lá estava ele, vermelho, exatamente como ela queria. Foi quando seu olhar se cruzou com o dele. Também jovem, pouco mais de 35 anos, profissional liberal, como ela. Estava na concessionária para pegar seu carro revisado. E, como todo mundo faz, enquanto ele não chega, vai até o showroom, onde estão os novos, pensando em um outro carro. Admirava um sedã, quando seu olhar se cruzou com o dela. Foi amor, paixão, tesão, tudo em doses cavalares. Tudo irresistível. Aproximaram-se, trocaram algumas palavras e saíram para um café na esquina.

E de lá partiram para uma vida a dois. O cupido acertara direitinho o coração de ambos.

Tempos depois nasceu a Maria Lúcia  e a jovem,  agora com 34 anos, foi obrigada a trocar seu pequeno carro, por uma SUV, porque o carrinho da menina não passava pela porta do seu carro e também não entrava no porta malas.

AdvertisementAdvertisement