Mercedes se junta a Stellantis e TotalEnergies em parceria elétrica

As marcas estão unidas no desenvolvimento da Automotive Cells Company, que busca ser uma gigante entre os fornecedores de baterias elétricas automotivas
Bateria externa da ACC

Por Diário Motor

Em 2020, a Stellantis (grupo criado da fusão da FCA com a PSA) em parceria com a TotalEnergies criou a Automotive Cells Company (ACC) para desenvolver baterias para veículos elétricos. Agora, a Mercedes-Benz se junta à joint-venture. 

Com o ingresso da Mercedes, os parceiros se comprometem a aumentar a capacidade industrial da ACC para pelo menos 120GWh até 2030. A transação está sujeita a acordo sobre a documentação definitiva e as condições habituais de fechamento, incluindo aprovações regulatórias.

O objetivo da ACC é desenvolver e produzir células e módulos de bateria para veículos elétricos com foco na segurança, desempenho e competitividade, garantindo o mais alto nível de qualidade e a menor pegada de carbono. 

O plano de capacidade atualizado da ACC mobilizará um investimento de mais de 7 bilhões de euros, que será apoiado por subsídios e financiado por capital próprio e financiamento. Segundo a empresa, ela ajudará a Europa a enfrentar os desafios da transição energética na mobilidade, garantindo a segurança do abastecimento de um componente essencial para a indústria de carros elétricos.

Cada empresa terá um papel diferente na joint-venture. A Saft, afiliada da TotalEnergies, conta com mais de 100 anos de conhecimento tecnológico no desenvolvimento de baterias de longa duração. 

A Stellantis que tem a missão clara de fornecer tecnologia de ponta para garantir a liberdade de movimento para todos por meio de soluções de mobilidade diferenciadas, acessíveis e sustentáveis.

Já a Mercedes-Benz fará uso da experiência em pesquisa e desenvolvimento juntamente com o apoio à expansão das instalações de produção da ACC com base nos padrões de qualidade de referência da marca.

Anuncie aqui
bannerads_neder