Grupo Porsche AG dá sinal verde para joint venture Bugatti e Rimac

A montadora francesa de hipercarros se une a marca croata de superesportivos elétricos em uma nova empresa apoiada pela alemã
Bugatti Rimac

Por Diário Motor

A Porsche AG deu o aval para a joint venture entre a francesa Bugatti e a croata Rimac, menos de quatro meses após os primeiros anúncios. Nas palavras das próprias marcas, as montadoras estão escrevendo um novo capítulo na história da indústria automotiva mundial. 

A união das empresas foi batizada de Bugatti Rimac e terá sede em Sveta Nedelja, Croácia. O CEO da joint venture será o fundador da marca crota, Mate Rimac. A Porsche AG terá um papel importante como parceiro estratégico, tendo o presidente de seu Conselho Executivo, Oliver Blume, e o vice-presidente e membro do Conselho Executivo responsável pelas finanças, Lutz Meschke, parte do Conselho de Supervisão. 

A Bugatti Rimac será propriedade do Grupo Rimac (55%) e da Porsche AG (45%). No âmbito da joint venture, a Bugatti e Rimac Automobili continuarão a operar como marcas e fabricantes independentes e manterão suas respectivas unidades de produção seus canais de distribuição em Zagrebe (Croácia) e em Molsheim (França).

O atual CEO da Bugatti, Stephan Winkelmann, deixará seu cargo em 31 de outubro de 2021 para se concentrar em seu papel como presidente da Lamborghini, outra marca do grupo Porsche AG/Volks. 

“Esta fusão é a solução perfeita para todos os envolvidos. Juntos, formamos uma poderosa empresa automotiva. Conseguimos agregar valor à prestigiosa e tradicional marca Bugatti, orientando-a mais para o futuro. A Bugatti simboliza charme e paixão e a Rimac é uma empresa inovadora com considerável expertise técnica. Gostaríamos de agradecer a Stephan Winkelmann por sua contribuição excepcional. Ele fez um ótimo trabalho”, aponta Oliver Blume.

Internamente, na Porsche, a joint venture era conhecida como Operação Rush. A alemã tornou-se uma das partes interessadas na Rimac em 2018 e tem aumentado constantemente seu envolvimento desde então. 

“Nossa rede de investimentos estratégicos está alcançando um resultado satisfatório. Para começar, foi necessária muita persuasão em várias áreas. A tarefa final foi superar os últimos obstáculos organizacionais. As equipes de Zagrebe, Molsheim, Wolfsburg e Stuttgart trabalharam muito e, certamente, levarão a nova empresa a um futuro brilhante,” afirma Lutz Meschke.

A Bugatti Rimac tem sede em Sveta Nedelja, perto de Zagrebe. A mudança para o novo campus da Rimac, que atualmente está sendo construído a um custo de 200 milhões de euros (R$ 1.289.417), está prevista para 2023. Este também será o local da instalação conjunta da P&D da Bugatti Rimac, cerca de 2,5 mil pessoas trabalharão no local.

Ao mesmo tempo, todos os modelos Bugatti continuarão a ser produzidos na fábrica em Molsheim. Portanto, os cargos neste local estarão seguros em longo prazo. A joint venture Bugatti Rimac começará com cerca de 435 funcionários, cerca de 300 situados em Zagrebe e cerca de 135 em Molsheim. Este posicionamento serve para reter e desenvolver os pontos fortes das marcas Bugatti e Rimac.

 

Anuncie aqui
bannerads_neder