FORD RANGER 2020, MAIS TECNOLÓGICA E MESMO PREÇO

A Ford inicia em agosto a venda da Ranger 2020, com novos pacotes de equipamentos, incluindo tecnologias de assistência ao motorista inéditas na categoria. A boa notícia para o consumidor, porém, é que todo esse “upgrade” chega sem nenhum aumento de preço. Entre os novos equipamentos da linha estão o sistema de frenagem autônoma com detecção de pedestres, o reconhecimento de sinais de trânsito e os faróis baixos de xênon com luzes diurnas de LED. Piloto automático adaptativo e sistema de permanência em faixa também continuam a ser itens exclusivos da Ranger.

A Ford deu um trato na picape Ranger, muito de leve por fora, mais no comportamento dinâmico na suspensão, mais suave e melhor no asfalto mas com um toque radical off road, a imersão em cursos de água sobe para 80 centímetros. Colher de chá em conforto é o assistente de fechamento de caçamba, um amortecedor que facilita e torna mais leve a abertura e o fechamento da tampa traseira. Importante, acabam as opções de motorização flex, a versão a diesel mais em conta, 4 por 2 e diesel 2 ponto 2, 160 cavalos, custa R$ 128.250 reais. A topo de linha Limited, motor 3 por 2, 200 cavalos, tração nas 4, R$ 188.890.

Continua muito bem equipada e acabada, no melhor nível da concorrência com a qual disputa pau a pau um terceiro lugar versus a Amarok que também está em ascensão. A líder é a Hilux, S10 em segundo lugar. O mega evento de lançamento da Ranger 2020 na Argentina revela com clareza a importância que os executivos da Ford estão dando a esta nova fase do produto e justifica o Investimento em mecânica, conforto e tecnologia.

A Ranger é vice-lider em vendas no segmento de picapes medias na America Latina, atrás apenas da Toyota Hilux, disputa pau a pau o terceiro lugar com a Volkswagen Amarok no Brasil e compõe, no futuro breve, o quadro mais ativo de produtos globais na estratégia do seu catalogo. A Ford vendeu em 2018 1 milhão de picapes, das quais 300 mil eram modelos Ranger. Picapes e Suvs terão prioridade mundial no line up e na produção daqui para a frente e o objetivo, citado inclusive por Lyle Watters, presidente da Ford do Brasil e da America do Sul, é ampliar consistentemente as vendas regionais para fazer volume internacional.

Anuncie aqui
bannerads_neder