Fim de uma era, após 18 anos de história, Volks Fox é aposentado

O hatch lançado em 2003 sai de linha e abre espaço para aumentar a produção do T-Cross na planta de São José dos Pinhais (PR)
Volkswagen Fox

Por Diário Motor

Em 2003, a Volkswagen apresentava um novo veículo no mercado brasileiro. O Fox surgiu como uma opção diferenciada para quem procurava um hatch compacto, com ares de monovolume. De lá para cá, foram produzidas 1,8 milhão de unidades do modelo, que vê sua história chegar ao fim, pois a Volks resolveu aposentá-lo. 

O hatch projetado no Brasil era produzido na planta de São José dos Pinhais (PR) e sai de cena para abrir mais espaço na linha para o T-Cross, que acaba de alcançar 200 mil unidades produzidas. 

Pensado de ‘dentro para fora’, o Fox foi projetado a partir do conceito Designed Around the Passenger (desenhado em torno do passageiro). Além da versão aventureira, o hatch, que se caracteriza por entregar uma posição mais elevada ao volante e ser muito prático na cidade, deu origem também aos modelos SpaceFox e SpaceCross. 

Ele também foi o primeiro modelo da marca a utilizar o motor de três cilindros 1.0 12V e a adotar o câmbio manual de seis marchas, por exemplo, reforçando seu DNA pioneiro no segmento. Outro pioneirismo dele foi a adoção de controles de tração e estabilidade, além de ter estread a transmissão manual de seis velocidades. O pioneirismo sempre esteve no DNA do Fox.

“Desde o seu lançamento, em 2003, o Fox foi produzido exclusivamente na fábrica do Paraná e ao longo destes 18 anos se consolidou como um modelo muito querido pelos colaboradores e desejado pelos clientes. O T‑Cross segue o mesmo caminho e é motivo de orgulho ver um produto da nossa planta se tornar um sucesso de vendas no Brasil e no exterior”, aponta Leandro Lemos de Oliveira, plant manager da Volkswagen em São José dos Pinhais.

Anuncie aqui
bannerads_neder