De forma atípica, veículos usados brasileiros valorizaram após um ano

O ‘Selo Maior Valor de Revenda’, da Agência Autoinforme, indica o nível de desvalorização dos modelos, mas que neste ano valorizaram
Hyundai HB20 Selo Maior Valor Revenda

Por Diário Motor

Há oito anos, a Agência Autoinforme analisa o mercado de veículos usados para apontar aquele que menos perde valor após um ano de uso. Em 2021, em um momento totalmente atípico do setor automotivo brasileiro, o “Selo Maior Valor de Revenda” apontou uma valorização dos modelos, alguns superando os 15% de alta. 

Essa mudança se deve basicamente à crise vivida pelo mercado automotivo nacional — e mundial. Com a escassez de semicondutores, diversas marcas paralisaram a produção ao longo do ano, impactando diretamente na oferta de novos modelos e, consequentemente, fazendo com que a procura por modelos seminovos aumente. 

Com a falta de carro 0km, o consumidor migrou para o seminovo, provocando um aumento de preço inédito no mercado, fazendo com que o carro usado apresentasse uma valorização desenfreada. O resultado dessa anomalia foi constatado no estudo da Autoinforme.

Ao todo, a agência analisou 126 modelos em 17 categorias de 20 marcas à venda no Brasil. Destes, apenas 25 obtiveram índices de depreciação após um ano. Ou seja, 101 modelos valorizaram. 

O campeão geral da 8ª edição do “Selo Maior Valor de Revenda” foi o Hyundai HB20 com incríveis 17,2% de valorização, seguido pela Ford Ranger (16,1%) e Chevrolet Tracker (15,9%). Confira a lista dos ganhadores em cada uma das 17 categorias.

Selo Maior Valor Revenda

Anuncie aqui
bannerads_neder